jusbrasil.com.br
30 de Outubro de 2020

Guarda, Pensão e Mediação de conflitos em tempos de Covid-19

Considerações acerca da live realizada dia 25 de junho de 2020, praticamente no 'epicentro' da covid-19 (sars-cov-2)

Elane Souza DCJ Advocacia, Advogado
há 4 meses

Olá, caros leitores, seguidores e 'futuros' seguidores do nosso site/blog #Mediarélegal e página do JusBrasil. Hoje postaremos um "artigo" distinto dos que comumente postamos aqui e nos outros blogues de nossa autoria; trata-se de algumas considerações acerca de um tema que foi debatido (estilo bate-papo) por mim, em uma live que aconteceu no dia 25-06-2020 com a Dra. Bianca Ragasini (vide seu perfil no JusBrasil, AQUI).

Convido a todos que passarem por este espaço a visitar o perfil dela neste Portal (acessando o linck citado encontrarão belíssimos e fundamentados artigos sobre Direito); além disso, convido-os a assistir o vídeo que será anexado no final desta introdução, porque é nele que você terá mais informações acerca do tema, título deste 'artigo'.

Vale lembrar, em especial para os colegas do Direito que o tema é de relevante importância, especialmente nos tempos em que estamos vivendo (maio, junho, julho 2020 no Brasil), epicentro do mundo em casos de Covid-19 (Sars-cov-2).

Neste momento está havendo muitos casos de separação, divórcio, violência doméstica, discussões por guarda, pensão alimentícia e nem todo mundo pode se valer de um Advogado ou ir ao Judiciário para buscar ajuda; portanto, ler e ouvir dicas acerca dos temas citados é importante - ajuda a tomar uma decisão sem colocar os membros da família em perigo de contágio.

*AQUI, um artigo da Dra. Bianca Ragasini sobre o tema - é só clicar e poderá ler tudo sobre o tema!

Vale a pena aconselhar 'seu' cliente a resolver um conflito que chegar até você em uma Câmara de Mediação e Arbitragem, ou por meio de um site como o nosso (mas há muitos outros aqui no "mundo virtual") - utilizando-se de uma ferramenta assim tudo é mais rápido e o custo então, nem se fala (em comparação com a Justiça Estatal)..., lembrando, ainda, que é você e a outra parte quem escolhe a Câmara.

Na Justiça comum (na Estatal), por outro lado, não há escolha, a sua causa "cairá" na mão de qualquer Juiz da área - imagine que ele tenha suas convicções, mais para um lado que para o outro (e este outro, não seja o seu lado?).

Pois é, pensem nisso! Em uma Câmara de Mediação é você, juntamente com o "convidado a mediar contigo", quem decidirá qual o Mediador da Câmara ou site, dentre os apresentados, a realizar a Mediação (a presença de um Advogado, na Mediação é importante, mas não é imprescindível, todavia, na Arbitragem sim).

No final das contas a Arbitragem e a Mediação fazem parte do futuro na Advocacia - quem gosta de brigar, a todo custo, por uma causa, vai ficar para trás - LEMBREM-SE DISSO e avante, aprender é sempre importante, e se o problema familiar acontecer neste momento de Pandemia, e houver decisão judicial anterior, faça um acordo temporário (com uma cláusula tipo: "enquanto durar a Pandemia").

Infelizmente foi o #Corona (#Covid19) que veio para fazer com que nós nos atentássemos mais para isso do futuro da tecnologia na resolução de um conflito, e a Mediação pode ser realizada via videoconferência; só em alguns casos é que você necessitará de uma homologação judicial, Parecer do Ministério Público ou passar pelo crivo Judicial (estatal), mas é raro.

Nada será como antes, o Brasil é que está para trás, há algum tempo, nesse tipo de 'Justiça'; nosso vizinho (Argentina), e a maioria dos países Europeus e os Estados Unidos da América (EUA) já se utilizam da Mediação; nós, brasileiros, no entanto é que estamos aqui, meio que estagnados, apesar da Lei de Mediação ser de 2015 (13.140/2015).

Atentos ao vídeo abaixo, pois a Dra. Bianca Ragasini e eu (Elane Souza), realizamos um belo debate (modéstia à parte) sobre Pensão, Guarda e Mediação de Conflitos em tempos de Covid-19.

*Este artigo também pode ser lido aqui

Sejam todos bem vindos, mas quem é da área jurídica, atua como Advogado, não pode perder a oportunidade de conhecer, mais a fundo, a Mediação online e presencial (no Direito de Família) e quem não é do Direito pode se interessar pela área e tornar-se, também, um Mediador ("quase nada", impede)!

Grata fiquei, pelo presente (a presença e conhecimento) que o Dra. Bianca Ragasini ofertou ao nosso canal: Advogada Elane Souza - Diário de Conteúdo Jurídico.

Para maiores informações acerca da resolução de conflitos familiares, condominiais, em pequenas e micro empresas, via Mediação, você acessa nosso site/blog aqui.

A SEGUIR, O RESULTADO DO BATE-PAPO EM VÍDEO

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Excelentes apontamos, Doutora Elane! É sempre uma honra muito grande fazer debates com você! Excelente profissional e excelente pessoa!
Que continuemos cada dia mais unidas e trazendo sempre conhecimento para as pessoas a nossa volta!
Obrigada pela oportunidade do nosso bate papo. Estamos juntas sempre!
⚖⚖⚖⚖ continuar lendo

Obrigada Dra. , foi um prazer estar contigo. Mais vezes estaremos juntas.
Abraço continuar lendo