jusbrasil.com.br
25 de Agosto de 2019

Xenofobia (racismo) é uma questão de tempo e "espaço"

Elane Souza DCJ Advocacia, Advogado
há 4 meses

Há algum tempo escrevi um artigo que denominei: "Quem não tiver nenhum preconceito que atire a primeira pedra"(escrito em 2016)! Infelizmente não sei se está no meu antigo perfil aqui, ou em algum dos meus blogs. Descobrindo, até findar este tema, colocarei o link para quem se interessar na leitura.

De 'Brazuca' à 'Zuca' - esta é a nova denominação pejorativa que estudantes da Universidade de Lisboa adotaram para 'massacrar' emocional, e quiçá fisicamente os estudantes de Direito que estão entre os aprovados para Mestrado.

Frente à Faculdade colocaram uma caixa oferecendo PEDRAS grátis para quem quiser atirar em estudantes brasileiros. O fato foi informado à direção, por uma Juíza Brasileira que faz mestrado na referida Universidade, mas nada foi feito!

Quando morava em Lisboa fiz Mestrado na Lusófona (D.Empresarial); era a única brasileira em uma turma de 18 ou 20 alunos, nem me lembro bem; isso, talvez se deva ao fato da quantidade ser pequena; mas também já faz quase 9 anos.

Alí nunca fui mal tratada ou desprezada, pelo contrário, todos me respeitavam e pareciam gostar bastante de mim!

No entanto, houve um tempo que, pela falta de dinheiro para seguir custeando a Faculdade, fui ser empregada de mesa (garçonete); aí sim, não só fui desprezada por colegas de trabalho (brasileiros e portugueses) como também por clientes.

Os colegas portugueses nos chamavam de 'Brazucas', mas isso não nos incomodava muito porque nós, aqui e lá, os chamamos de 'Portugas' (ou Tugas)!

As piadas que contamos aqui, envolvendo Portugueses, eles contam lá, especialmente na nossa frente! Uma troca de 'farpas' que nunca acabará - infelizmente!

Quanto aos colegas brasileiros, que trabalhavam no mesmo restaurante que eu, estes eram ainda mais 'asquerosos' que os que praticavam 'xenofobia'!

Parece que eu havia chegado lá para roubar algo deles, agiam como se fosse os próprios portugueses, mas com ênfase: "uma brasileira que se diz Advogada e faz Mestrado, trabalhando de empregada de mesa - DUVIDO; só se for muito incompetente"!

Entretanto, os que acreditavam me isolavam porque era como se eu não devesse estar alí e, ao afirmar ser Advogada (mostrar carteira e tudo), alguns até deixavam de falar comigo (parecia que eu os estava humilhando com a minha prova).

O que fiz?

No próximo restaurante que trabalhei nunca disse ser Advogada, muito menos que estudava Mestrado - só então passei a fazer "amigos brasileiros" (de iguais para iguais).

Falando a verdade, os piores amigos que você pode fazer em um país são seus conterrâneos (podem te dar uma 'rasteira' fácil, fácil), a não ser que sejam pessoas amigas desde aqui ou parentes que te levaram e te acolheram lá!

Todo mundo sabe que Portugal tem melhorado a economia e seu status dentro da União Européia - já não é mais o 'C.....ú' da Europa, como muitos diziam!

Isso, somado ao fato do Brasil ter novo governo, muita gente literalmente fugiu daqui e foi morar lá! Sendo assim, deve haver uma super lotação; no entanto, agora não mais de pessoas sem dinheiro (como entes), que precise trabalhar de cuidar de idosos, crianças, passear cães, limpar pratos, auxiliar na cozinha, limpar o chão ou ser empregada de mesa, como fui.

De momento, os imigrantes são mais intelectuais, artistas e aposentados (os com boa aposentadoria) que estão saindo daqui para viver lá. Nisso, filhos e netos acabam 'parando' dentro das escolas e Universidades deles, como eles também poderiam, e fazem aqui quando querem (ainda temos acordo de reciprocidade da época do corrupto Lula).

Mas, quem gostaria de viver aqui neste momento em que se tem liberdade para matar e adquirir arma?

Antes já era uma carnificina, mas NÃO se permitia portar armas sem preparo ou permissão jurídica (só havia as clandestinas para os clandestinos - criminosos "etiquetados"), sem falar que o governo, apesar de corrupto, era mais tolerante - havia uma Constituição¹* que proibia fazer justiça com as próprias mãos - algumas aconteceram, até inocentes já foram linchados, mas os autores foram punidos; os que praticarem o mesmo agora estarão em seu direito (DIREITO DE DEFESA - que é "risível e chorável", ao mesmo tempo).

Quando vivia em Portugal conheci um Italiano que sonhava aposentar e viver aqui; aposentou este ano e foi viver no Algarve-PT (adivinhem por que?).

Portugal, apesar da "Xenofobia" estar aumentando é, e sempre foi, um país com pouquíssima violência, e quando há, INFELIZMENTE, quase sempre tem imigrante envolvido (seja brasileiro, africano, cigano, romênios (Eslavos) , etc).

Por isso, e por cada dia que passa, eles nos querem menos por lá; a não ser como turistas, para gastar e voltar para nosso país!

Tudo que foi dito aqui é como expressado no título. Uma questão de tempo e espaço, literalmente falando!

Portugal está enchendo de imigrante Brasileiro, desde a minha época (2007 a 2012) já eram muitos, e o país não estava em seu melhor momento.

Hoje, Portugal está mais desenvolvido e quase 'livre' das dívidas com a União Européia (Alemanha, mais especificamente).

Por suas belezas e pacificidade, muitos brasileiros e africanos, de países com língua portuguesa 'fogem' para lá, seja para trabalhar do que for! Os filhos terão escola o dia todo, comida, educação pública de qualidade, com inglês e francês obrigatório - quer melhor?

Fica aqui e morra lutando pelos direitos das minorias, pelos direitos dos indígenas, pelo direito dos idosos, pelo direitos dos sem teto - fica aqui lutando por cada vida, porque cada uma, por pior que seja, vale a pena; PENA de morte e justiça com as próprias mãos transforma quem faz em igual!

Com Xenofobia, com racismo; para muitos, é melhor lá que cá!

Aqui nós praticamos a nossa Xenofobia contra Bolivianos, Venezuelanos, contra os Haitianos e contra todos os que estão vindo de países distantes por suas guerras, fome, catástrofes e intolerância política extremista!

O tratamento dado aos brasileiros lá não é nada diferente ao que nós damos a muitas das pessoas que aqui chegam porque não tem mais para onde ir!

Todo o exposto é uma questão de MOMENTO e ESPAÇO!

O MOMENTO que vivem em seus lugares de origem e o espaço "NOSSO" que está sendo INVADIDO - pessoas chegam para tomar nossos empregos e ajudas governamentais que acreditamos, só nós, sermos merecedores, porque afinal somos daqui!

Em Portugal, até por maridos, as brasileiras e de outras nacionalidades, sofrem Xenofobia - dizem que nós vamos para lá roubar seus maridos e namorados; quando não para fazer programa sexual (que aí já é preconceito puro)!

O mundo é naturalmente xenofóbico, racista e preconceituoso - em um dado momento da vida você descobrirá que você também tem algum, ou alguns desses defeitos de caráter (não se assuste, é normal não ser perfeito)!

Por Elane F. de Souza (Advogada não atuante; administradora dos Blogs Diário de Conteúdo Jurídico e sua fã page e Divulgando direitos, mais o canal do Youtube AQUI).

Constituição¹*: não significa que estamos sem, significa que está sendo vilipendiada

As fontes estão lincadas no próprio Texto, mas repito: El país com a notícia de xenofobia em Portugal, a FOTO também é de El País; e a Veja com a de Bolsonaro dando isenção de punição (excludente de ilicitude para ruralistas que matarem - aqui se trata de vilipêndio da constituição).

Mais de D.C.J

https://diariodeconteudojuridico.jusbrasil.com.br/artigos/701383414/terras-indigenas-se-eu-nao-me-importo-quem-se-importara-de-seres-humanos-para-seres-humanos

https://diariodeconteudojuridico.jusbrasil.com.br/artigos/698159646/concursos-publicoseo-instituto-da-perda-de-uma-chance-decisoesevivencia

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Não sei o que é pior: a xenofobia (racismo) e o preconceito, ou a Hipocrisia e a falta de empatia das pessoas!

Aqui se nota tudo isso e mais (admitir erros, defeitos de caráter e falta de humanidade é para poucos)!
100 visualizações só aqui com os cadastrados no jus. Quantos aos likes e dislikes empataram!

Muitas outras pessoas leram porque compartilhei em grupos e na minha fã page - mesmo assim silêncio total (povo tem até vergonha de se manifestar nesse tipo de assunto).

Parabéns comunidade; sei que não é pela má escrita ou por falta de concordância e erros gramaticais - o que falta para esse artigo ser mais curtido e lido é o tema, depois de lido é o contexto da verdade QUE DÓI! continuar lendo

Um artigo que nos faz refletir. continuar lendo